Muitas vezes deixamos de ajudar por pensar que o nosso contributo não vai mudar nada, mas porque não pensar que com o meu contributo será menos um degrau para contar? Porque não ajudar lembrando que a responsabilidade não é só dos outros? Porque não ajudar acreditando que não serei a única pessoa? Porque não ajudar e desafiar outros a fazer

“(…) empresas e economias florescem devido às pressões, desafios e novas oportunidades… O progresso vem da mudança, não da preocupação com a estabilidade que a obstrui.” in “A Vantagem Competitiva das Naçōes”, de Micheal E. Porter   O estilo de vida do século XXI é volátil. Consequentemente, os paradigmas vão mudando e a velocidade é incomensurável! Até se diz por

Na parte I abordamos o empreendedorismo social empresarial, mas eis que chegou a hora de falar de ti e das tuas ideias para marcar o mundo!   Se um empreendedor com uma boa ideia consegue lucrar milhões de euros para o seu negócio, um empreendedor social com uma boa ideia pode mudar a vida de milhões de pessoas.   Pode

A procura por lucro não impede a procura por melhorar as condições de uma comunidade. No caso do empreendedorismo social, as empresas que se assumem como tal preocupam-se exatamente com o coletivo e os bens e serviços que produzem contribuem para esse propósito.   Dados do Global Entrepreneurship Monitor, revelam que o empreendedorismo social envolve entre 2,5% a 5% da população